Campanha da ONU é ótima oportunidade para refletir sobre desigualdade de gênero com as crianças

16 de junho de 2017 | Comente!

A coleção “Onde está Wally?” inspirou essa campanha que é mais uma chance de conversar com as crianças sobre desigualdade de gênero.

Baseada nos clássicos livros “Finding Wally” (“Onde está Wally?”, na versão em português), a ONU Mulheres dos Países Árabes e Norte da África lançou em 2017 a campanha “Finding Her” (Onde está ela?). Nos livros originais, a ideia é encontrar o personagem Wally em meio a cenas confusas e povoadas por muitas pessoas e objetos. Já a versão da ONU mostra locais de trabalho cujos cargos atualmente são ocupados principalmente por homens e convida a encontrar uma mulher em meio a tantas figuras do sexo masculino. A campanha afirma: “Encontrar mulheres no trabalho não deveria ser tão difícil”.

As imagens apresentadas pela ONU já são familiares e queridas para as crianças. Que tal aproveitar isso e iniciar uma conversa sobre a questão da desigualdade de gênero a partir dessa atividade lúdica?

post1606

Laboratório de ciências. – Imagem retirada de UN Women Arab States/ North Africa.

 

post16061

Laboratório de estudos espaciais. – Imagem retirada de UN Women Arab States/ North Africa.

 

post16062

Congresso. – Imagem retirada de UN Women Arab States/ North Africa.

Mostre as figuras à criança e, enquanto procuram juntos pelas mulheres na ilustração, converse com ela propondo perguntas, tais como: Que lugar é esse? Que tipo de trabalho é feito aqui? Você consegue encontrar uma mulher no meio de tantos homens? Por que acha que tem tantos homens nesse lugar e tão poucas mulheres? Será que mulheres e homens podem fazer esse tipo de trabalho?

Aproveite para escutar bastante a criança, explorando como ela compreende as questões de gênero. É importante dar atenção às suas reflexões e perguntas e também apresentar novos elementos que possibilitem que ela se questione sobre o assunto.

Outros posts que podem interessar:

Preconceito na escola: a relação das meninas com a Matemática

Meninas quebrando barreiras – do espaço!

16 milhões de meninas, em todo o mundo, nunca irão à escola, afirma Unesco

Por que há mais cientistas homens do que mulheres. O que está por trás deste fato?

Mais uma iniciativa para aproximar as meninas das ciências

Compartilhe!

Participe da conversa!