Crianças e animais de estimação

20 de abril de 2017 | Comente!

Estudo feito em universidade inglesa apresenta bons motivos para que as crianças tenham animais de estimação. Confira algumas conclusões dessa pesquisa no post do nosso parceiro Catraquinha!

post2004

 

Um estudo recente realizado pela Universidade de Liverpool, na Inglaterra, constatou que os animais impulsionam o desenvolvimento das crianças.

De acordo com a pesquisa, publicada no International “Journal of Environmental Research and Public Health”, o convívio com pets favorece o desenvolvimento emocional, comportamental, cognitivo, educacional e social na infância. Essas crianças ainda tendem a ter autoestima mais elevada e a se sentirem menos sozinhas.

Carri Westgarth, líder do projeto, afirmou: “Qualquer um que cresceu com um animal de estimação e o amou sente, intrinsecamente, o valor da convivência”. Segundo a especialista, a relação com animais de estimação impactou mais expressivamente a autoestima de crianças com menos de 6 anos e pré-adolescentes com mais de 10.

Sobre os tipos de animais avaliados, Rebecca Purewal, uma das autoras do estudo, afirma: “Em geral, cães e gatos são considerados os melhores provedores de suporte social, talvez em função de um nível maior de interação e reciprocidade em comparação com outros animais de estimação”.

Para chegar a esta conclusão, a equipe de pesquisadores analisou uma série de estudos sobre o vínculo entre crianças e animais de estimação, bem como seus efeitos. A pesquisa foi financiada pelo WALTHAM Centre for Pet Nutrition, parte da Mars Petcare, maior empresa de alimentos para pets do mundo.

Clique aqui para ler o relato de Melissa Work na íntegra

Texto adaptado e imagem de: Catraquinha


Outros posts que podem interessar:

A importância dos animais de estimação para as crianças

Aplicativos para conhecer animais e aprender sobre eles

Mais dois aplicativos para conhecer animais e aprender sobre eles

Curtas que arrebatam #13 – A relação das pessoas com os animais

Compartilhe!

Participe da conversa!